Vereadores da fronteira buscam deputados para desemperrar recapeamento na MS-289

Os vereadores Patrick Erhart Pereira (PROS) e Joalmir Nunes de Oliveira (PDT), de Coronel Sapucaia, distante 380 quilômetros de Campo Grande procuraram a ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) nesta terça-feira (22) para pedir celeridade ao governo do Estado sobre o recapeamento da MS-289, que liga o município a Amambai. Há 15 anos […]
| 22/05/2018
- 17:32
Vereadores da fronteira buscam deputados para desemperrar recapeamento na MS-289

Os vereadores Patrick Erhart Pereira (PROS) e Joalmir Nunes de Oliveira (PDT), de Coronel Sapucaia, distante 380 quilômetros de Campo Grande procuraram a ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) nesta terça-feira (22) para pedir celeridade ao governo do Estado sobre o recapeamento da MS-289, que liga o município a Amambai.

Há 15 anos a MS-289 passa apenas por serviços de tapa-buraco, de acordo com Patrick Erhart. “Foi realizado o projeto executivo da obra, mas até agora o recapeamento mesmo não saiu do papel”. Ambos mostraram um vídeo aos deputados sobre as condições de tráfego da pista.

Além da obra travada, os vereadores reclamaram da falta de investimento do poder público no município de cerca de 15 mil habitantes. “Mais de 25 mil moradores estão mais para o lado do Paraguai, pela infraestrutura. Recentemente o governo paraguaio inaugurou um palácio da Justiça no local, avaliado em cerca de R$ 7 milhões”.

Na cidade também não há nenhuma agência bancária da Caixa ou Banco do Brasil, quartel de força armada ou fórum eleitoral. “Tudo isso deixa os cidadãos muito presos à cidade vizinha, que fica a 45 quilômetros”, reclamou o vereador Joalmir.

Líder do governo na Casa, Rinaldo Modesto (PSDB) fez um aparte para informar que o projeto da MS-289 já foi concretizado. “O projeto está exatamente naquela fase de licitação, então infelizmente não vai começar de um dia para outro. Também é natural que enquanto essa fase não passar seja feito o paliativo, que é exatamente tapar os buracos que existem na estrada para evitar males maiores”, destacou.

O deputado Paulo Corrêa relatou que foi ao município de Coronel Sapucaia junto ao governador do Estado, Reinaldo Azambuja, ambos do PSDB. “A participação de vocês dois hoje é legítima, acabamos de inaugurar na cidade 100% de água tratada e eu não os vi lá, me desculpem. Enquanto vice-presidente da Comissão de Eficácia legislativa, que trata, entre outros assuntos, dos recursos provenientes do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul [Fundersul], acredito que não entenderam a licitação de 2016, que foi realmente só para tapar buracos, agora a licitação é para fazer o projeto deixando a estrada igual à que liga a cidade de Caarapó a Amambai. O próprio governador constatou a situação da estrada indo de carro ao município”, referendou.

.

Veja também

Os valores foram divulgados no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira

Últimas notícias