Política

TRE-MS alerta para escolha de 2 senadores e nova ordem de votação nesta eleição

A pouco mais de uma semana para a votação do 1° turno, o TRE-MS (Tribunal Regional eleitoral) alerta que a eleição deste ano terá algumas novidades em relação ao último pleito geral, realizado em 2014. Dentre as mudanças estão a nova ordem de votação, a escolha dois candidatos a senador e o uso da biometria em […]

Richelieu Pereira Publicado em 26/09/2018, às 12h31 - Atualizado às 16h46

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil) - (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
TRE-MS alerta para escolha de 2 senadores e nova ordem de votação nesta eleição
Urnas eletrônicas na Capital terão leitor de impressões digitais. (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

A pouco mais de uma semana para a votação do 1° turno, o TRE-MS (Tribunal Regional eleitoral) alerta que a eleição deste ano terá algumas novidades em relação ao último pleito geral, realizado em 2014. Dentre as mudanças estão a nova ordem de votação, a escolha dois candidatos a senador e o uso da biometria em Campo Grande no momento de identificação do eleitor.

No dia 7 de outubro, o primeiro voto a ser digitado na urna será para deputado federal (quatro dígitos). Em seguida, deverá ser feita a escolha do deputado estadual (cinco dígitos), dos dois senadores (três dígitos), do governador (dois dígitos) e do presidente da República (dois dígitos).

O TRE-MS disponibiliza uma “colinha” para a anotação dos números. Para imprimir, clique aqui.

A Justiça Eleitoral destaca principalmente a necessidade de votação para escolher dois senadores. Caso o eleitor digite o mesmo voto para senador duas vezes, o segundo será anulado.

Na Capital, o uso da biometria também será uma novidade. O TRE-MS diz que a tecnologia dará mais segurança à identificação de quem for votar. O leitor biométrico acoplado à urna eletrônica deve confirmar a identidade de cada eleitor, comparando o dado fornecido (impressões digitais) com todo o banco de dados disponível.

O Tribunal afirma que a medida torna “praticamente inviável” a tentativa de fraude na identificação do votante, uma vez que cada pessoa tem impressões digitais únicas.

Simulador de votação

Está disponível na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na internet, o um Simulador de Votação na Urna Eletrônica. Nele o cidadão pode treinar a votação para todos os cargos em disputa nas eleições de outubro da mesma maneira como ocorrerá no dia do pleito, como se estivesse diante de uma urna eletrônica, de forma rápida, didática e divertida.

Para acessar, clique no link: http://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-2018/simulador-de-votacao-na-urna-eletronica

Jornal Midiamax