Política

PSDB e MDB conversam, mas até a eleição teremos surpresas, diz Reinaldo

Governador comentou pré-candidatura de Alckmin

Evelin Cáceres Publicado em 21/03/2018, às 14h05

None

Governador comentou pré-candidatura de Alckmin

Após anunciar sua pré-candidatura à reeleição, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) admitiu nesta quarta-feira (21) que mantêm conversas com o MDB no Estado, mas que até as eleições, muitas surpresas podem acontecer nas candidaturas.

O comentário foi feito depois do líder do executivo estadual ser questionado sobre o anúncio de pré-candidatura de Geraldo Alckmin à Presidência da República.

“É um dos mais qualificados no cenário nacional. Extremamente experiente para o momento em que o Brasil vive hoje”. Sobre as tratativas locais, já que o presidente Michel Temer (MDB) sinalizou também nesta terça que pode concorrer ao cargo, Reinaldo admitiu que os cenários podem ser diferentes.PSDB e MDB conversam, mas até a eleição teremos surpresas, diz Reinaldo

“Há uma sinergia entre as alianças locais e nacionais, mas não necessariamente as mesmas alianças têm que ser feitas aqui. Os partidos, muitas vezes, liberam para que as siglas sigam as tendências locais. As conversas entre o PSDB e MDB vão até junho, julho. Até lá teremos muitas surpresas nas candidaturas. Certezas nas definições só mais perto das convenções”.

‘Com todos’

Questionado sobre uma possível coligação dos tucanos com o MDB, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse que o partido “conversa com todos os partidos”, e que aceitaria uma coligação “desde que esteja dentro do eixo do que entendemos como panorama”.

A declaração foi feita durante solenidade no auditório do Sebrae-MS, na manhã desta terça-feira (20). Azambuja se reteve a dizer que “a questão de coligações fica a conta do partido”, e não sob sua supervisão, mas que espera que possíveis alianças sigam o programa “MS Que Dá Certo”, lançado na pré-campanha tucana.

Jornal Midiamax