Projeto amplia em 1.000 vagas para professores da rede municipal na Capital

Prefeito deu entrada de projeto na Câmara nesta quinta-feira
| 10/05/2018
- 15:56
Arquivo/Midiamax
Arquivo/Midiamax - Arquivo/Midiamax

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD) deu entrada de um projeto para lei na Câmara Municipal nesta quinta-feira (10) que amplia em mil vagas o número da rede municipal.

O projeto de número 8.886/2018 deu entrada na Casa e já começou a tramitar Comissão de Educação e Desporto, presidida pelo vereador Waldir Gomes (PP).

A Prefeitura ressalta no projeto que não haverá impacto financeiro adicional na folha do município, pois os novos professores efetivados irão substituir profissionais convocados da categoria.

As mil novas vagas serão preenchidas através de concurso público, para contratação de professores efetivos, ainda conforme o projeto de lei. O último concurso da Prefeitura para professores data de 2016.

Desde dezembro do último ano, Marquinhos já havia anunciado a criação de mil novas vagas para professores na Capital, assim como eleições para diretores.

Em setembro de 2016, uma decisão do Justiça, atendendo ação ajuizada pelo MPE-MS (Ministério Público Estadual), proibiu o município de contratar professores temporários, sob pena de multa diária de R$ 5 mil.

A decisão foi motivada por dezenas de processos impetrados por professores concursados à espera de convocação. A Justiça entendeu que há na Reme (Rede Municipal de Ensino) inúmeras ‘vagas puras’, ou seja, sem professor efetivo lotado.

Veja também

Caminhonetes foram entregues pelo prefeito Alan Guedes

Últimas notícias