Para Geraldo Resende, crise com caminhoneiros poderia ter sido evitada por Dilma

  Já no 4º dia e com ameaça de interrupção no fornecimento de combustível em quase todo o país, a paralisação dos caminhoneiros poderia ter sido evitada em 2015, ainda durante o governo de Dilma Rousseff (PT), é o que avalia o deputado federal Geraldo Resende (PSDB). O tucano cita um projeto, vetado em 2015 […]
| 24/05/2018
- 12:48
Para Geraldo Resende, crise com caminhoneiros poderia ter sido evitada por Dilma

 

Já no 4º dia e com ameaça de interrupção no fornecimento de combustível em quase todo o país, a paralisação dos caminhoneiros poderia ter sido evitada em 2015, ainda durante o governo de Dilma Rousseff (PT), é o que avalia o deputado federal Geraldo Resende (PSDB).

O tucano cita um projeto, vetado em 2015 pela ex-presidenta, que isentava o diesel das alíquotas de PIS/Confins, sob argumento de que isso acarretaria ‘renúncia de arrecadação’.

Geraldo revelou que parlamentares estiveram ontem, quarta-feira (23), reunidos com o 1º escalão do governo do presidente Michel Temer (MDB), no Palácio do Planalto, em buscas de respostas para solucionar a crise. “Todos (Executivo e Legislativo) estão buscando encontrar uma saída”, frisou o tucano.

O parlamentar citou ainda que a Câmara dos Deputados já aprovou, na tentativa de baratear o preço do diesel e retomar o abastecimento de combustíveis, projeto que zerou a alíquota de certos tributos cobrados sobre o óleo diesel.

Veja também

Projeto já recebeu três pedidos de vistas e está na ordem do dia desta quinta-feira (11)

Últimas notícias