Moka pede bom senso na greve e destaca pacientes que precisam de oxigênio

    Ainda sem mobilizações que indiquem fim da greve dos caminhoneiros, e diante do anúncio do presidente Michel Temer (MDB) de autorizar uso da força para garantir desobstrução de estradas e abastecimentos de itens básicos, o senador Waldemir Moka (MDB) chama a atenção para iminência de desabastecimento de insumos básicos em hospitais. “A greve […]
| 25/05/2018
- 16:55
Moka pede bom senso na greve e destaca pacientes que precisam de oxigênio

 

 

Ainda sem mobilizações que indiquem fim da , e diante do anúncio do presidente Michel Temer (MDB) de autorizar uso da força para garantir desobstrução de estradas e abastecimentos de itens básicos, o senador Waldemir Moka (MDB) chama a atenção para iminência de desabastecimento de insumos básicos em hospitais.

“A greve não pode dificultar abastecimento de hospitais. Tem pacientes que necessitam de oxigênio, por exemplo, e outros medicamentos essenciais”, frisou o senador.

Moka disse que permaneceu em Brasília para participar de uma eventual discussão no Senado que pudesse contribuir para fim da crise, e afirma que considerou positivo o acordo anunciado pelo governo Temer.

“Torço pelo acordo, que não foi ruim. Os caminhoneiros tiveram uma vitória. Espero que eles reflitam sobre os problemas que eles podem ocasionar. Vai prevalecer o bom senso”, finalizou Waldemir Moka.

No começo da tarde desta sexta-feira (25), o presidente Michel Temer fez um pronunciamento oficial afirmando que vai acionar as forças federais para desbloquear as estradas.

Veja também

Só estão permitidos atos de campanha a partir do dia 16 de agosto, de acordo com o calendário divulgado pelo TSE

Últimas notícias