Política

Maluf deixa hospital e deve cumprir pena em prisão domiciliar em mansão

Ex-deputado apresenta estado de saúde frágil, segundo médicos

Ludyney Moura Publicado em 29/04/2018, às 12h55

Foto: Reprodução Web
Foto: Reprodução Web - Foto: Reprodução Web

O deputado federal afastado Paulo Maluf (PP-SP), deixou o Hospital Sírio Libanês, na Capital Paulista, na manhã deste domingo (29), onde estava internado há 20 dias para de um câncer de próstata e de uma pneumonia.

De acordo com boletim médico divulgado pelo hospital, o paciente recebeu alta médica às 9h da manhã de hoje, e foi para casa, em uma mansão em um bairro de classe média alta em São Paulo, onde deve cumprir prisão domiciliar.

Maluf deixa hospital e deve cumprir pena em prisão domiciliar em mansão
Imóvel declarado por Maluf na Capital paulista

Por decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), Maluf foi condenado a 7 anos e 9 meses de prisão por lavagem de dinheiro, em decorrência de desvios de recursos públicos durante seu mandato à frente da Prefeitura de São Paulo, entre 1993 a 1996.

O deputado chegou a cumprir pena em regime fechado, mas em virtude da idade, 86 anos, e de seu frágil estado de saúde o próprio STF autorizou a prisão domiciliar.

Além do câncer de próstata e da pneumonia, os médicos relevaram que trataram de um quadro de atrofia nas pernas do deputado, que o ‘impossibilitam de andar’, razão pela qual ele estaria em uma cadeira de rodas.

Jornal Midiamax