Política

Terceiro colocado, Junior Mochi diz que foi vítima da ‘onda Bolsonaro’

O candidato do MDB, Junior Mochi lamentou não ter sido eleito e tampouco conseguir avançar para o segundo turno das eleições para o governo neste domingo (7). Para ele, a votação num geral teve uma grande influência pela “onda Bolsonaro” que se arrastou. “Teve uma onda de votos do Bolsonaro, ela influenciou nas eleições”, afirmou. […]

Vinícius Costa Publicado em 07/10/2018, às 21h22 - Atualizado em 08/10/2018, às 11h11

None

Terceiro colocado, Junior Mochi diz que foi vítima da ‘onda Bolsonaro’O candidato do MDB, Junior Mochi lamentou não ter sido eleito e tampouco conseguir avançar para o segundo turno das eleições para o governo neste domingo (7). Para ele, a votação num geral teve uma grande influência pela “onda Bolsonaro” que se arrastou.

“Teve uma onda de votos do Bolsonaro, ela influenciou nas eleições”, afirmou.

Junior Mochi imaginou ter chances de governar Mato Grosso do Sul, mas entende a força dos outros candidatos. “Em relação ao Governo, duas candidaturas que estão a mais tempos, entramos nos últimos instantes e achávamos que podíamos”, relata o candidato.

Sobre possível aliança para o segundo turno, Mochi diz que não tem nada definido e diz que avaliará ainda as opções e propostas dos dois candidatos. “Ainda não. Vamos discutir, vamos avaliar, conversar com nosso prefeito”.

Junior Mochi foi o terceiro candidato mais votado no Mato Grosso do Sul para o cargo de governador com 11,61% e 150.115 votos totalizados.

Jornal Midiamax