Política

Em disputa: proposta do PDT foi boa e tentadora para o PSB, revela vereador

Com uma proposta em mãos, de indicar o candidato a vice-governador na chapa do PDT, que deverá ser encabeçada por Odilon de Oliveira, a executiva estadual do PSB ainda mantém conversas com os pré-candidatos do MDB, André Puccinelli, e do PSDB, Reinaldo Azambuja. “A proposta do Odilon foi muito boa e tentadora. Sai um pouco […]

Ludyney Moura Publicado em 03/07/2018, às 12h25 - Atualizado às 13h32

Longo diz que PSB ainda conversa com André, Reinaldo e Odilon (Foto: Reprodução/Facebook)
Longo diz que PSB ainda conversa com André, Reinaldo e Odilon (Foto: Reprodução/Facebook) - Longo diz que PSB ainda conversa com André, Reinaldo e Odilon (Foto: Reprodução/Facebook)

Com uma proposta em mãos, de indicar o candidato a vice-governador na chapa do PDT, que deverá ser encabeçada por Odilon de Oliveira, a executiva estadual do PSB ainda mantém conversas com os pré-candidatos do MDB, André Puccinelli, e do PSDB, Reinaldo Azambuja.

“A proposta do Odilon foi muito boa e tentadora. Sai um pouco do nosso objetivo que era deputado estadual e federal, tem oferta para majoritário. Mas é uma coisa que estamos avaliando”, afirmou o vereador Júnior Longo (PSB), um dos principais aliados do presidente estadual da legenda, deputado federal Elizeu Dionizio.

De acordo com o vereador, o principal objetivo é a viabilizar a reeleição de Elizeu para a Câmara dos Deputados e sua própria eleição para a Asseembleia Legislativa, mesmo que isso os coloque em palanque oposto a seu antigo partido, o PSDB.

“Hoje eu sou 100% PSB. Eles [PSDB] deixarem a gente sair é sinal de boa vontade. É muito legal ter amizade, mas estamos perto de uma campanha e precisamos nos viabilizar para sermos eleitos”, argumentou Longo.

Como já havia revelado o Jornal Midiamax, o convite do PDT foi para que o PSB indique o pai de Elizeu, Antônio Dionizio, pastor da Assembleia de Deus, para ser candidato a vice na chapa de Odilon.

Júnior Longo, liderança religiosa na denominação de Dionízio, pontua que seu pastor também pode ser o candidato do PSB para o Senado, por ser um quadro com ‘musculatura’, e uma referência, segundo o vereador, no segmento evangélico.

Jornal Midiamax