Renato Câmara diz que 400 mil leitões passam fome da região sul e cobra posição do governo

  Durante a sessão desta quinta-feira (24), na Assembleia Legislativa, o deputado Renato Câmara (MDB) ocupou a tribuna para cobrar também do governo estadual uma solução para greve dos caminhoneiros que afeta alimentação de animais na região da grande Dourados. Segundo o emedebista, são cerca de 400 mil leitões em Dourados e Fátima do Sul […]
| 24/05/2018
- 16:15
Renato Câmara diz que 400 mil leitões passam fome da região sul e cobra posição do governo

 

Durante a sessão desta quinta-feira (24), na Assembleia Legislativa, o deputado Renato Câmara (MDB) ocupou a tribuna para cobrar também do governo estadual uma solução para que afeta alimentação de animais na região da grande Dourados.

Segundo o emedebista, são cerca de 400 mil leitões em Dourados e Fátima do Sul que estão com ração racionada, alimentando-se com apenas 30% do necessário por dia, já que os caminhões com a comida estão parados nas rodovias.

“O Governo doestado precisa tomar medidas e não ficar empurrando com a barriga para que o Governo Federal resolva. O problema do ICMS é no Estado e os animais estão sofrendo com isso”, disse Câmara.

O deputado afirmou que o óleo diesel é responsável por 40% do valor dos transportes no país. O emedebista acredita que uma eventual redução do ICMS em Mato Grosso do Sul poderia contribuir para reduzir o preço do combustível.

Já o líder da bancada do MDB, Eduardo Rocha, frisou que o cabe à União uma solução para a crise atual. Ele disse que a atual presidência da Petrobras até desempenha um ‘ótimo trabalho’, mas alerta que a estatal “não pode descontar no lombo do trabalho o prejuízo. O Brasil não aguenta mais o que está sendo feito”, disparou.

O líder do governo na Assembleia, deputado Rinaldo Modesto (PSDB), revelou que alguns deputados devem se reunir com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) amanhã, sexta-feira (25), para discutir uma alternativa para a atual crise de desabastecimento.

Veja também

Últimas notícias

Charge