Política

VÍDEO: palestra de Eduardo Bolsonaro começa com vaias e confusão na Câmara

Gritos de 'fascistas' e 'racistas' marcaram início de discurso 

Ludyney Moura Publicado em 14/08/2017, às 12h55

None

Gritos de ‘fascistas’ e ‘racistas’ marcaram início de discurso 

Depois de um atraso de mais de 30 minutos e um tímido movimento em frente ao prédio da Câmara de Campo Grande, a audiência pública ‘Escola Sem Partido’ começou com protestos, já durante a palestra do deputado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), filho de Jair Bolsonaro, polêmico parlamentar da extrema-direita com pretensões de disputar a presidência da República nas eleições de 2018.

“Não existem argumentação, só rotulagem. Eu convido a oposição, extrema-esquerda, para o debate”, disparou Bolsonaro, que teceu críticas aos opositores.

Com gritos de ‘racistas’ e ‘fascistas’, movimentos de esquerda, em menor número, vaiaram o início da fala do parlamentar por São Paulo, que disse que as reações ao projeto ‘Escola Sem Partido’ têm sido mais favoráveis no país.

O deputado federal disse ainda que ‘o mundo se cansou da esquerda’. “Não somos os donos da verdade, mas se os opositores não comparecem depois não podem reclamar se o projeto passar na íntegra”.

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) também prestigiou a audiência na Câmara, e disse que o debate é importante para evitar erros em uma eventual aprovação do projeto.

“É sempre bom ouvir as argumentações daqueles que depende ponto de vista diferente de outros, e conciliar dentro da legalidade e do Estado democrático de direito”, argumentou Marquinhos. 

Jornal Midiamax