Política

Semed lança 6ª Edição do Parlamento Jovem com Assembleia

 Parlamento Jovem Sul-Mato-Grossense

Diego Alves Publicado em 07/08/2017, às 22h29

None

 Parlamento Jovem Sul-Mato-Grossense

Promover no estudante a consciência política e a liderança. Este é o objetivo do Parlamento Jovem Sul-Mato-Grossense, que teve sua sexta edição lançada nesta segunda-feira (7), no Centro de Formação da Semed (Secretaria Municipal de Educação), em parceria com Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul e Tribunal Regional Eleitoral.Semed lança 6ª Edição do Parlamento Jovem com Assembleia

Instituído pela resolução n°026/2005 e alterado através da Resolução nº 10/2006, o Parlamento é constituído por deputados mirins, eleitos entre estudantes do 8° e 9º anos do Ensino Fundamental e 1º e 2º anos do Ensino Médio, matriculados no ensino público ou privado.

As reuniões de trabalho são feitas no Plenário Júlio Maia, da própria Assembleia Legislativa, sob a orientação da Escola do Legislativo, em parceria com Secretaria de Educação.

Cada uma das 12 unidades escolares participantes irá organizar sua comissão, composta pelo diretor ou representante. Serão dois estudantes por turno das etapas de ensino envolvidas e um professor do ensino fundamental.

O chefe de governo municipal, Antônio Lacerda, que representou o prefeito Marquinho Trad na assinatura do contrato de parceria com a Escola Legislativa, falou sobre a importância de investir na educação e consciência política dos jovens.

“O jovem não é o futuro de uma nação, não deveria ser encarado dessa forma, mas sim, como o presente. Quando se investe hoje, aí sim podemos dizer que o jovem poderá ser o futuro da nação”, afirmou Lacerda.

 A diretora Kelita Faria, da escola Elpídio Reis, disse que a essa ação contribui com a formação de um cidadão crítico.

“O que a gente quer é um cidadão participativo. A educação hoje é muito mais do que ensinar a ler e escrever. Esse projeto vem ao encontro de tudo que nos queremos de nosso aluno”, destacou.

Na opinião da secretária-adjunta municipal de Educação, Elza Fernandes, o projeto fará a diferença na vida dos alunos participantes. “Desde o pleito eleitoral, até a posse, temos a certeza que os alunos irão se sentir importantes, como se realmente eles estivessem fazendo parte da Assembleia Legislativa. É algo que marcará a vida deles”, declarou.

O presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi, explicou que a eleição do Deputado Estudante é feita da mesma forma de uma eleição tradicional, utilizando, inclusive, a urna eletrônica. Mochi destacou ainda que o projeto desperta no jovem, o espírito de liderança.

“Os mais votados têm a responsabilidade de repassar aos alunos da escola o que está aprendendo. O objetivo é formar e capacitar para o exercício da atividade política, mas também o senso de liderança que ele tem que ter junto à sua escola e comunidade”, concluiu.

Campanha Eleitoral

Os candidatos das escolas já cumpriram o prazo de inscrição, que foi até o dia 21 de julho. Até o dia oito de agosto, as escolas participantes estão entregando as fichas digitalizadas dos candidatos.

A campanha eleitoral nas escolas acontecerá de 18 de setembro a 17 de outubro e uma Comissão organizadora verificará dados da urna no dia 29. As urnas serão preparadas pelo TRE entre os dias 2 a 6 de outubro, podendo ser retiradas do Tribunal Eleitoral apenas nos dias 16 e 17 de outubro. As eleições ocorrerão no dia 18 de outubro.

Após a conclusão do pleito, o TRE encaminhará no dia 13 de dezembro o resultado final das eleições. A recepção e capacitação dos eleitos será na Assembleia Legislativa entre os dias 16 a 20 de dezembro.

A posse acontece dia 22 de fevereiro com a participação de todas as instituições organizadoras. O mandato terá a duração de dois anos (período 2017/2019).

Jornal Midiamax