Política

Secretário vai à Câmara de Campo Grande pedir manutenção de veto à LDO

Veto parcial ao projeto está na pauta de terça-feira (14)

Midiamax Publicado em 14/08/2017, às 17h10

None

Veto parcial ao projeto está na pauta de terça-feira (14)

Aprovada antes do recesso parlamentar, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2018 volta à discussão na Câmara Municipal de Campo Grande na terça-feira (15), por conta dos vetos do Poder Executivo. O secretário de Finanças e Orçamento, Pedro Pedrossian Neto, participou nesta segunda (14) de uma agenda no Parlamento, com o presidente da Casa.

De acordo com Pedrossian Neto, a pauta do encontro foi a manutenção de vetos. Das 43 emendas incorporadas pelo relator João Cesar Mattogrosso (PSDB), 22 foram vetadas pelo prefeito Marquinho Trad.  

Entre as emendas desaprovadas pela prefeitura, segundo o secretário, está o chamado “orçamento impositivo”, a exigência de detalhamentos supostamente exagerados de despesas, a construção de uma passarela e a divisão da coleta de lixo em sete regiões.

“Acredito que a Câmara manterá todos os vetos. O relacionamento com a prefeitura é muito bom”, disse o secretário.

A LDO é um dos projetos mais importantes do primeiro semestre. Ela orienta a elaboração e execução do orçamento do próximo ano.

Procurado pela reportagem, João Cesar Mattogrosso disse que não estava sabendo da reunião. Já o presidente da Câmara, João Rocha (PSDB), não atendeu aos telefonemas.

Jornal Midiamax