Procurador preso por vender informações à JBS quer depor à Justiça

Procurador foi preso na Operação Lava-Jato
| 29/06/2017
- 18:37
Procurador preso por vender informações à JBS quer depor à Justiça

Procurador foi preso na Operação Lava-Jato

O procurador da República, Ângelo Goulart Villela, preso há 42 dias, quer dar seu depoimento sobre os fatos que o levaram a prisão, segundo o blog Painel da Folha de S. Paulo.

Villela foi preso acusado de ter vendido informações de processos aos donos da JBS. Seus interlocutores disseram à Folha de S. Paulo que ele teria interesse em falar tanto com a Polícia Federal, Ministério Público ou com a Justiça.

O procurador nega ter praticado qualquer ato de corrupção e garante que sua atuação seguiu roteiro idêntico ao que guia “todo procurador que tenta fechar uma delação”. 

Uma delação do procurador é vista no universo político como peça chave para revelar como funciona o modo de operar da PGR (Procuradoria-Geral da República) nas negociações por acordos de delação premiada.Procurador preso por vender informações à JBS quer depor à Justiça

Aliados e assessores do presidente Michel Temer (PMDB), que enfrenta abertamente a PGR, já deram sinais de que pretendem convocar Villela para depor junto ao Congresso, em caso da instalação da chamada CPI da JBS.

Veja também

Ministério Público investigava irregularidades desde 2011, mas só sete anos depois, surgiram primeiros resultados

Últimas notícias