Política

Ministro Gilmar Mendes pode abandonar STF e se candidatar a senador

Informação é pauta de bastidores do Supremo

Joaquim Padilha Publicado em 06/07/2017, às 11h50

None

Informação é pauta de bastidores do Supremo

Membros do STF (Supremo Tribunal Federal) falam nos bastidores que o ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), deve renunciar ao cargo para disputar as eleições de 2018, como candidato a senador pelo Mato Grosso.

Com a possibilidade de deixar o Supremo, uma nova cadeira ficará em aberto na Corte, para indicação de um novo ministro por parte do presidente Michel Temer (PMDB). O próprio Gilmar Mendes pode participar dessa indicação.

Deputados criticaram a possibilidade de “troca de cadeiras” do ministro. Para o deputado Sílvio Costa (PT do B), Mendes já se comporta como político. “Grande parte dos ministros se comportam como senadores, deputados federais. Isso que chamo de parlamentarização do Judiciário”.

Já o deputado Júlio Delgado (PSB), observa com desconfiança a troca de Mendes do Judiciário para o Congresso. “O que posso atestar é que deveria ter um período de transição”, disse em entrevista à rádio Jovem Pan.Ministro Gilmar Mendes pode abandonar STF e se candidatar a senador

Nas últimas semanas, Temer e o ministro do STF se encontraram por mais de uma vez, aumentando as suspeitas de que o jurista pretende seguir carreira política. Mendes também fala em passar para o setor privado, abrindo mais uma instituição de ensino. 

Jornal Midiamax