Ministro é requerido a depor no Senado sobre fim de Ciências Sem Fronteira

Senadores querem que Mendonça Filho explique suspensão da graduação
| 20/04/2017
- 15:51
Ministro é requerido a depor no Senado sobre fim de Ciências Sem Fronteira

Senadores querem que Mendonça Filho explique suspensão da graduação

O ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), foi convidado a prestar esclarecimentos na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal, a respeito da decisão de suspender a oferta do Programa Ciência Sem Fronteiras para alunos da graduação. As informações são da Agência Senado.

A decisão, anunciada no início de abril, determinou que não serão abertos novos editais para alunos de graduação do CSF. Foram mantidas entretanto as bolsas para alunos da pós-graduação estudarem no exterior.

O MEC (Ministério da Educação) afirmou, em nota, que a oferta do Ciência Sem Fronteiras para a graduação já havia encerrado em 2014, quando o último edital para os alunos desse nível havia sido lançado. Desde então, há ainda 4 mil bolsistas remanescentes desse edital estudando em outros países.

O senador Humberto Costa (PT) apresentou nesta quarta-feira (19) o requerimento solicitando o depoimento de Mendonça Filho à Comissão, que votou a favor da solicitação de informações. A presença do ministro na frente dos senadores está marcada para odia 16 de maio.

Na opinião de Costa, a suspensão do programa representa “a interrupção de uma política pública com flagrante potencial para colocar nosso país em uma das rotas do desenvolvimento”, afirmou o petista.

O senador afirma que mais de 70 mil estudantes de graduação foram beneficiados com o Ciência Sem Fronteira, o que representa aproximadamente 80% das bolsas do projeto.

Veja também

Ataíde Feliciano da Silva perdeu mandato por acusação de compra de votos, ao fazer 2 doações de combustíveis a eleitores

Últimas notícias