Política

Desembargador aceita pedido e advogados presos pela PF serão soltos

Estavam há dois dias no Presídio Militar

Aliny Mary Dias Publicado em 16/11/2017, às 21h38

None

Estavam há dois dias no Presídio Militar

Os advogados Jodascil Gonçalves Lopes e João Paulo Calves, presos anteontem (14) durante a Operação Papiros de Lama, conseguiram liberdade e devem deixar o Presidio Militar ainda nesta quinta-feira (16).

O desembargador Paulo Fontes do TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) foi quem concedeu o habeas corpus dos advogados que já integraram a sociedade do Instituto Ícone, pertencente a André Puccinelli Júnior.

De acordo com o advogado que representa Jodascil e Calves, André Borges, o desembargador considerou que as informações apresentadas pela Polícia Federal no pedido de prisão são antigas e também que os advogados não estavam atrapalhando as investigações.

Para permanecerem soltos, os dois terão de entregar os passaportes, não poderão deixar Campo Grande por mais de 15 dias e terão de se apresentar mensalmente à Justiça Federal. 

Desembargador aceita pedido e advogados presos pela PF serão soltos

Além de serem apontados pela PF como integrantes do quadro societário do Instituto Ícone, os advogados também são professores do curso de Direito da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Jornal Midiamax