Política

Deputado ofende mãe do Ministro da Cultura em audiência sobre exposição

Declaração foi feita a ministro da Cultura em audiência na Câmara

Joaquim Padilha Publicado em 19/10/2017, às 15h00

None

Declaração foi feita a ministro da Cultura em audiência na Câmara

Uma audiência conjunta realizada nesta quarta-feira (18), na Câmara das comissões de Cultura e de Segurança Pública, acabou com declarações ofensivas por parte de um deputado do PHS. A ideia era ouvir o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, sobre exposições realizadas em Porto Alegre e São Paulo que acabaram gerando forte repercussão na web.

O deputado Givaldo Carimbão (PHS), ao criticar as exposições de arte que mostram cenas de nudez, disse que a mãe do ministro da Cultura deveria ser exposta de perna aberta no museu. Sá Leitão se levantou para deixar a audiência e exigiu respeito.

“Tenho duas mães, minha Maria de Deus que me gerou pelo ventre. E na minha fé tenho Maria Santíssima. Queria que fosse com a mãe do ministro, mijando na cabeça dela. Queria que fosse com a mãe do ministro. Maria é minha mãe, é minha mãe. Queria pegar a mãe do ministro e botar de perna aberta para ver se ele gostava. Pegar sua filha (…)”, disse o deputado do PHS.

Quando Sérgio Sá Leitão se levantou da mesa sob protesto, o deputado ainda continuou: “Ah, não quer não [continuar na sessão]? Quer ser ministro para encobrir…”. O ministro respondeu: “Eu não admito. O senhor ofendeu a minha mãe. A minha falecida mãe merece todo o seu respeito”.Deputado ofende mãe do Ministro da Cultura em audiência sobre exposição

O presidente da sessão, deputado Alberto Fraga, pediu para que as ofensas proferidas pelo deputado fossem retiradas das notas taquigráfica . “Vamos encerrar isso sem nenhum problema. O ministro veio com educação. Deputado Carimbão, não podemos chegar a esse nível. Peço desculpas, ministro, e declaro encerrada a sessão”, destacou Fraga.

Em nota enviada na noite desta quarta-feira, o Ministério da Cultura informa que o deputado Alberto Fraga, da Comissão de Segurança, ligou para o ministro Sá Leitão e pediu desculpas em nome da Comissão e dos deputados, e que o deputado Thiago Peixoto, presidente da Comissão de Cultura, fez o mesmo.

Jornal Midiamax