Política

Com ‘agenda cheia’, vereadora fala em decisão coletiva sobre namorado nomeado

Ele ocupa cargo desde gestão de Bernal

Jessica Benitez Publicado em 26/01/2017, às 17h46

None
dharleng.jpg

Ele ocupa cargo desde gestão de Bernal

A vereadora Dharleng Campos (PP) ainda não disse o que será feito em relação à nomeação do namorado, o advogado Anderson Guimarães, como assessor parlamentar na Câmara Municipal. Se limitou a informar por nota que não pode interromper agenda para falar sobre o assunto, mas estuda quais providências tomar.

“Cumprindo com seu compromisso em realizar um mandato pautado no trabalho e respeito a população, a Vereadora Dharleng Campos (PP) informa que está seguindo com sua extensa agenda pelos bairros de Campo Grande, conforme planejado. E, diante das notícias envolvendo seu nome, a parlamentar informa que está definindo com sua equipe as decisões a serem tomadas e em breve anunciará mais detalhes, pois essa agenda de trabalho não poderá ser interrompida, porque assim prejudicaria a população”, diz a nota.

O namorado da vereadora foi nomeado no último dia 10 com validade retroativa a 1º de janeiro de 2017. Quando ela era secretária Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, na gestão do ex-prefeito Alcides Bernal (PP), ele ocupava a função de chefe de assessoria II na pasta.

Informações apuradas pela reportagem dão conta de que os dois moram juntos e se conheceram justamente no Executivo. Agora, na Câmara Municipal, o advogado será assessor parlamentar III símbolo APCM-104.

De acordo com tabela de remuneração de 2016 do portal da transparência na Casa de Leis, a função tem remuneração de R$ 2.032,00 contudo, conforme consta no documento, pode haver até 200% de gratificação, ou seja, o valor pode chegar a mais de R$ 6 mil.

A Câmara Municipal informou que a situação é de 'foro pessoal', sem esclarecer para qual gabinete foi feita a nomeação. A assessoria também destacou que, pela legislação relacionada à prática de nepotismo, a nomeação não poderia ocorrer se a vereadora fosse casada com o advogado.

Jornal Midiamax