Casos de nepotismo em MS levam OAB a cobrar Ministério Público

Oab receberá denúncias por meio de ofício
| 28/04/2017
- 23:37
OAB-MS. (Divulgação)
OAB-MS. (Divulgação) - OAB-MS. (Divulgação)

Oab receberá denúncias por meio de ofício

Casos de registrados em todo o Estado, principalmente nas prefeituras, motivaram cobrança feita nesta sexta-feira pela Ordem dos Advogados do Brasil () ao Ministério Público Estadual (MPE).

Nota divulgada pela seccional revela que providências serão tomadas para que a atuação do MP seja “firme para promover ações no sentido de coibir a nefasta prática”.

Ainda de acordo com a OAB, denúncias de casos de nepotismo serão recebidos tanto pela imprensa quanto por ofícios formalizados na instituição.

NEPOTISMO

O último caso de nepotismo noticiado pelo Jornal Midiamax veio à tona depois de apuração do MP. O prefeito de Bela Vista, Reinaldo Miranda Benites (PSDB), o Piti, é investigado por nomear três servidores que eram casados com ocupantes de cargo do 1º escalão.

A constatação do nepotismo fez com que o promotor emitisse recomendação para que o prefeito exonere os comissionados no prazo de 24 horas a partir do recebimento do documento, emitido no último dia 17. À reportagem, o prefeito afirmou que nomeou os comissionados “graças a Deus” e que só tomaria alguma decisão depois de análise da procuradoria jurídica do município.

Veja também

A rodovia MS-320, localizada na Costa Leste de Mato Grosso do Sul, terá investimentos de...

Últimas notícias