Política

Vereadores de Campo Grande mantêm salário em R$ 15.032,00

Projeto de 2014 autoriza até R$ 19 mil, mas Câmara manteve valor

Jessica Benitez Publicado em 21/12/2016, às 12h43

None
sessaoaumento.jpg

Projeto de 2014 autoriza até R$ 19 mil, mas Câmara manteve valor

Após manifestação popular, com direito a abaixo-assinado virtual e ameaça de protesto nas ruas, os vereadores de Campo Grande mantiveram o salário que ganham atualmente, de R$ 15.032 mil. Em votação durante sessão extraordinária nesta quarta-feira (21), foram aprovados dois projetos de lei neste sentido. Sendo assim, o texto de 2014 que previa aumento salarial para mais de R$ 19 mil, que passaria a valer em janeiro de 2017, não terá validade.

De acordo com as matérias aprovadas nesta manhã, a remuneração do prefeito eleito Marquinhos Trad (PSD) segue a mesma R$ 20,4 mil e da vice Adriane Lopes (PEN) R$ 15,3 mil. Dos secretários municipais R$ 11,6 mil. Já dos vereadores R$ 15 mil.

Na tarde dessa terça-feira (20), o presidente da Casa de Leis, João Rocha (PSDB), chegou a dizer que haveria emenda ao projeto referente ao Legislativo para que o salário ficasse entre R$ 16 mil e R$ 18 mil. O intuito era deixar abaixo dos R$ 19 mil já aprovado em 2014.

Contudo, após mobilização popular e diante do cenário de crise politica e financeira pela qual o Brasil passa, eles recuaram. Os parlamentares defendem que o reajuste de mais de 26% aprovado há dois anos tem base legal. Mas admitem não ser uma boa hora para entrar em vigor.

Embora no novo valor só entrasse em prática no próximo mês, ele consideram que a atitude tomada hoje não foi de congelamento da folha de pagamento e sim redução. A sessão durou pouco menos de uma hora.

Jornal Midiamax