Política

Vereadores aprovam projeto de sinalização do amarelo intermitente

Medida autoriza sinalização das 0 às 5h

Midiamax Publicado em 17/11/2016, às 17h10

None
camara.jpg

Medida autoriza sinalização das 0 às 5h

Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande aprovaram sete projetos na sessão ordinária dessa quinta-feira (17). Entre eles, Projeto de Lei nº 8.360/16, de autoria do vereador Cazuza, que autoriza a implantação da sinalização do amarelo intermitente nos semáforos de Campo Grande no período entre 0h e 5h.

O projeto de sinalização foi aprovado em regime de urgência, em turno único discussão. Na mesma condição, foi aprovado o Projeto de Lei Complementar nº 513/16, de autoria dos vereadores Edil Albuquerque (PTB) e  Jamal (PR), que revoga o artigo 80, da Lei 2.909, de 28 de julho de 1992- que institui o Código de Polícia Administrativa do município, e dá outras providências.

Em única discussão e votação foi aprovado em Plenário o Projeto de Resolução n. 292/16, de autoria do vereador Alex do PT, que dispõe sobre a adequação das instalações do prédio da Câmara Municipal, visando atender a eficiência energética e ambiental e dá outras providências, a partir do vigor desta lei.

Também foi aprovado o Projeto de Lei n. 8.219/16, de autoria do vereador Eduardo Cury (SD), que dispõe sobre a implantação de programa de orientações do “exame de falange” no município de Campo Grande e dá outras providências.

Ainda o Projeto de Lei n. 8.312/16, de autoria do vereador Roberto Durães (PSC) e Livio (PSDB), que cria o sistema de reuso de água de chuva no município de Campo Grande, para utilização não potável em condomínios, clubes, conjuntos habitacionais, imóveis residenciais, industriais e comerciais, e demais órgãos e entidades públicas.

E, por fim, foi aprovado o Projeto de Lei n. 8.331/16, de autoria do vereador Roberto Durães (PSC), que autoriza o Executivo a fornecer a fórmula infantil às crianças verticalmente expostas ao vírus HIV durante seus dois primeiros anos de vida, na Capital, e dá outras providências.

Jornal Midiamax