Política

Um mês após campanha, Athayde volta a ser secretário estadual de cultura

Político volta ao governo 5 meses após exoneração

Ludyney Moura Publicado em 18/11/2016, às 11h39

None
athayde_nery.jpg

Político volta ao governo 5 meses após exoneração

O ex-candidato a prefeito da Capital pelo PPS, Athayde Nery, voltou ao cargo que ocupava no governo estadual antes das eleições, de titular da Sectei (Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação).

O retorno de Athayde ao primeiro escalão da gestão de Reinaldo Azambuja (PSDB) foi publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (18), com validade a partir de hoje.

Para disputar o pleito, no qual obteve 3.965 votos, Athayde deixou o governo em 1º de junho, e após o fim do 1º turno das eleições o então candidato do PPS apoiou a candidata tucana, Rose Modesto.

No período de campanha a Sectei foi comandada por Renato Roscoe, que a partir de hoje passa a exercer a função de Superintendente da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Inovação, na própria Sectei.

Nomeação

Outro que retorna após a campanha é Alessandro Menezes, ao mesmo cargo que ocupava antes de sair para apoiar a candidatura de Rose Modesto, de Superintendente da Superintendência de Gestão da Informação, ligada à Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda).

No caso de Alessandro sua nomeação passou a contar do último dia 31 de outubro, e ele foi lotado na Sefaz como ‘assessor especial’. 

Jornal Midiamax