Política

Reinaldo reúne secretários e diz que pediu a Rose para não voltar à Sedhast

Governador ainda garantiu volta de Assis à SAD

Ludyney Moura Publicado em 18/11/2016, às 15h59

None
7c3218d4-b4c1-4b14-aaf3-6f9ebf439586.jpg

Governador ainda garantiu volta de Assis à SAD

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) convocou seu secretariado para uma reunião na manhã desta sexta-feira (18) para monitorar ações do planejamento anual de seu primeiro escalão.

Após o encontro, que durou quase 4hs e aconteceu na governadoria, Reinaldo garantiu o retorno de Carlos Alberto Assis (PSDB) à SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização), além de descartar que a vice-governadora Rose Modesto (PSDB) voltará à Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho).

“Fiz um pedido pessoal à Rose, que ela ficasse no papel de vice-governadora, porque ajuda muito o Estado”, explicou Reinaldo. Sobre Assis, o tucano revelou que não próxima segunda-feira (21) o ex-coordenador da campanha da vice-governadora à Prefeitura da Capital já estará cumprindo expediente na SAD, como titular.

O governador negou que a manutenção de Rose apenas na vice-governadora seja ‘castigo ou retaliação. Azambuja citou como exemplo duas agendas em que sua vice o representou em Brasília recentemente, uma no STF (Supremo Tribunal Federal) e outra na Presidência da República.

Reforma administrativa

 “O objetivo da reunião de hoje foi analisar todos os contratos de gestão, o que foi finalizado, está em andamento, faz parte do planejamento feito no inicio do governo”, pontuou Reinaldo.

O governador voltou a afirmar que por enquanto existem apenas estudos que podem ou não resultar em redução e/ou fusão de secretarias, com intuito de diminuição de gastos.

Após a reunião, Azambuja destacou que cerca de 60% do que foi planejado por cada secretário já foi cumprido, e que a ‘crise econômica e estagnação financeira’ do país dificultaram a concretização efetiva do planejamento.

Os contratos de gestão citados pelo governador são documentos nos quais constam o planejamento das obras e realizações prioritárias anuais a serem entregues pelo governo à população. O planejamento contém ações práticas, com prazos de entrega e forma de comprovação definidas e é sistematicamente monitorado pela Segov.

Jornal Midiamax