Política

“Quem fala mal de vereador é vagabundo e safado”: político causa furor em MS

Críticas aconteceram na sessão da Câmara de Paranaíba

Ludyney Moura Publicado em 24/02/2016, às 12h49

None
1.jpg

Críticas aconteceram na sessão da Câmara de Paranaíba

A fase não é boa para classe política, além da cobrança, as críticas contra políticos com mandato eletivo se tornam corriqueiras e, por vezes, justificadas. Todavia, alguns eleitos não se sentem confortáveis e, ao invés de provar com trabalho sua honestidade e boa fé, rebatem acusações aos cidadãos.

Foi o caso do vereador José Souto da Silva (PSDB), o Zé Carioca, ex-presidente da Câmara de Paranaíba. “Quando você vê uma pessoa falando do vereador, pode saber que aquele lá não é boa coisa não. Pode saber que é safado, é malandro, se fosse pessoa boa não estava falando dos senhores vereadores não”, disparou o tucano da tribuna da Câmara paranaibense, durante sessão na última segunda-feira (22).

Zé Carioca usou a palavra pouco depois de sua colega, a vereadora Maria Graça Sarraceni (PDT), que teria reclamado de críticas sofridas por ela e seus pares em grupos de Whatsapp de moradores da cidade.

Pelo jeito, as críticas não deixaram apenas a pedetista incomodada. O tucano afirmou ainda que só ‘falava mal’ de vereador quem desejava pelo posto. “Por que ele não coloca seu nome e vem disputar a eleição: ele não põe e não tem coragem, por isso que ele fala mal. Ele é safado, ele é bandido, ele não é bem quisto pela população. Então tem que pregar isso: falou mal de vereador é vagabundo e pronto” discursou.

A fala do vereador não repercutiu bem entre os moradores de Paranaíba e região. Nas redes sociais as críticas contra os vereadores, especialmente Zé Carioca, aumentaram depois do discurso.  As sessões da Câmara são transmitidas em tempo real.

Apesar da contundência das criticas, o vereador explicou, em seu discurso, que não falava de toda a população da cidade e desafiou os eleitores. “Não passa aqui de no máximo 400, que pensam que são melhores que os outros. E se tiver um desses bandido (sic), que não tá gostando do que eu to falando, que me encare ué, pronto, vem discutir comigo. O que ele fez de bom pra cidade e eu vou mostrar que cada um de vossas excelências tem feito pela cidade, tá seus engraçadinho? Tá? Vem”, desafiou.

À reportagem, o vereador alegou que não direcionou suas críticas a todos os eleitores da cidade, mas reconheceu que ‘no calor do discurso’ pode ter ‘falado o que não devia’.

“Eu falei para pessoas que ficam falando mal da vida pessoal dos vereadores, que querem denegrir a imagem de quem trabalha dia e noite pelo crescimento da cidade. Tenho recebido mensagens me parabenizando (pelo discurso). Ninguém ta bravo (sic), só meia dúzia de vagabundo”, finalizou. 

Veja o vídeo AQUI

Jornal Midiamax