Política

Protesto aflora ânimos e políticos ‘trocam farpas’ pelas redes sociais

Facebook está lotado de montagens irônicas 

Jessica Benitez Publicado em 13/03/2016, às 17h23

None
faceluiza.jpg

Facebook está lotado de montagens irônicas 

Em época de protesto as redes sociais ficam cheias de opiniões e provocações entre pessoas favoráveis e contrários ao governo Federal. Desta vez a discórdia se estendeu à esfera política de Campo Grande. A vereadora Luíza Ribeiro (PPS) publicou nota opinando sobre o protesto deste domingo (13). Protesto aflora ânimos e políticos 'trocam farpas' pelas redes sociais

“Nós sempre reagimos. Contra a Ditadura Militar que iniciou em 1964. Contra a censura. Contra o AI-5. Reagimos pelas Diretas Já. Reagimos pela Constituinte. Reagimos no Fora Collor. Reagimos sempre contra a corrupção!”, escreveu no Facebook.

“Estamos reagindo contra os políticos e empresários que assaltam os cofres públicos para renovar políticos em mandatos e depois renovar contratos e ficar por ali se apropriando de recursos do interesses públicos”.

Logo depois o ex-diretor-presidente da Fundac (Fundação Municipal de Cultura), Júlio Cabral, respondeu à legisladora. “Está certo, agora tiramos um governo eleito democraticamente e substituímos por comprovadamente corruptos. Devolvemos o poder para o PMDB de Cunha, Renan, Sarney, André Puccinelli, para aliviar a dor de Aécio, que não se conforma de ter perdido a eleição para uma mulher”.

Ainda no Facebook, Cabral continuou a provocação. Em montagem criticando o vice-presidente Michel Temer (PMDB) ele marcou Luíza que rebateu “Deus me livre, fora Michel Temer, também não tenho corrupto de estimação”.

Jornal Midiamax