Política

Presidente da AL deve anunciar parecer da CPI dos Fantasmas nesta quarta

Ele irá pedir que autor delimite fato determinado

Midiamax Publicado em 15/11/2016, às 11h20

None
mochi.jpg

Ele irá pedir que autor delimite fato determinado

O presidente da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), deputado estadual Junior Mochi (PMDB), deve apresentar seu parecer sobre a abertura da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Fantasmas nesta quarta-feira (16). Segundo ele, em entrevista, a decisão caminha para favorável.

De qualquer forma, Mochi enfatizou que irá pedir para o autor, que é o parlamentar Marquinhos Trad (PSD), delimitar melhor seu fato determinado, já que até então o pedido é para investigar um período de cerca de 30 anos.

“Não tenho poder para vetar a criação da comissão, mas o fato está muito amplo e é totalmente inviável uma investigação em 120 dias de um período de 30 anos”, explicou Mochi.

A CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) já decidiu pela abertura da CPI e encaminhou parecer ao presidente. Anteriormente, Mochi já havia dito que iria seguir a decisão da comissão em questão.

O autor da proposta é o parlamentar Marquinhos Trad (PSD) conseguiu um maior número de assinaturas a favor da abertura da comissão, mesmo sendo necessário apenas oito. A CPI quer investigar casos de nepotismo cruzado de membros da Assembleia com outros poderes, como a Câmara de Campo Grande, Tribunal de Justiça e Tribunal de Contas do Estado.

A comissão também quer verificar a possível existência dos chamados servidores fantasmas lotados nos gabinetes dos deputados estaduais desde o ano de 1986.

Jornal Midiamax