Política

Prefeitura tira mais uma vez cargo de João Dimas em menos de um mês

É a segunda mudança desde abril

Midiamax Publicado em 06/05/2016, às 14h03

None
dimas.jpg

É a segunda mudança desde abril

O engenheiro João Dimas Martins Gomes perdeu mais uma função na prefeitura de Campo Grande, menos de um mês depois de ser nomeado, e ‘desnomeado’, dois dias depois, do cargo de chefe do departamento responsável pelo serviço de tapa-buraco em Campo Grande.

Segundo publicação de hoje no Diogrande, valendo desde 11 de abril, ele também não ocupa mais a chefia da Assessoria Executiva da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), para a qual havia sido nomeado em novembro do ano passado, conforme o texto que saiu hoje no diário oficial da Prefeitura.

A publicação oficial não esclarece qual função João Dimas ocupará a partir de agora.

Dimas foi presidente da Comissão Permanente de Licitação no início da gestão de Gilmar Olarte e licitou os primeiros lotes do PAC II na Capital, com orçamento de mais de R$ 311 milhões.

O engenheiro também foi fiscal e consultor de obras do governo do Acre, quando o ex-titular da Seintrha Semy Ferraz trabalhou naquele estado. Também atuou como coordenador regional institucional da 14ª URGE (Unidade Regional de Gestão de Empreendimentos) da Agesul.

Troca-troca

Nomeado diretor do Departamento de Manutenão de Vias e Áreas Pública da Seintrha) no fim de março, João Dimas ficou apenas dois dias no cargo. No dia primeiro de abril o prefeito Alcides Bernal tornou sem efeito decreto anterior e devolveu o engenheiro ao cargo de assessor. Ele havia assumido a função de Silvyo Cesco que, por sua vez, foi afastado após ter os bens bloqueados. No lugar de DImas, assume o engenheiro Paulo Bento.

A reportagem do Jornal Midiamax indagou a prefeitura sobre que função o engenheiro passa a exercer, e aguarda um posicionamento.

Jornal Midiamax