Política

PF encontra contrato sem assinar, da compra do sítio de Atibaia na casa de Lula

Em minuta preço era de R$ 800 mil

Kemila Pellin Publicado em 17/03/2016, às 18h57

None
download.jpg

Em minuta preço era de R$ 800 mil

Foi encontrado uma minuta do contrato de compra e venda do sítio Santa Bárbara, em Atibaia, na casa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O documento estava sem assinar e foi apreendido pela Polícia Federal no dia 4 de março, durante a Operação Alethia, desdobramento da Lava Jato.

A cópia do contrato foi divulgada pelo Jornal Estadão nesta quinta-feira (17) e o valor descrito na minuta é de R$ 800 mil. Ainda segundo o documento, a propriedade teria sido adquirida por Lula em julho de 2012.

Oficialmente o sítio pertence aos empresários Fernando Bittar e Jonas Suassuna, mas no contrato aparece apenas o nome do primeiro como vendedor. Segundo a defesa de Lula, os dois compraram a propriedade para oferecer como uma área de descanso ao ex-presidente. Lula afirma que soube do sítio no dia 15 de janeiro de 2011.

O sítio de Atibaia é o ponto crucial nas investigação e a suspeita é dFoi encontrado uma minuta do contrato de compra e venda do sítio Santa Bárbara, em Atibaia, na casa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O documento estava sem assinar e foi apreendido pela Polícia Federal no dia 4 de março, durante a Operação Alethia, desdobramento da Lava Jato.

A cópia do contrato foi divulgada pelo Jornal Estadão nesta quinta-feira (17) e o valor descrito na minuta é de R$ 800 mil. Ainda segundo o documento, a propriedade teria sido adquirida por Lula em julho de 2012.

Oficialmente que Lula seja o verdadeiro dono do imóvel, assim como o do triplex no Guarujá (SP). O ex-presidente esteve no Santa Barbará 111 vezes.

Segundo o documento, Lula pagaria R$ 200 mil no ato e R$ 600 mil em três prestações. Os peritos da Polícia Federal que vasculharam o sítio Santa Bárbara encontraram nas dependências da propriedade o que classificam de‘demandas específicas’ do ex-presidente Lula e de sua família – construções, ampliações, adaptações, reformas, instalações de itens de conforto, bem como uso de objetos decorativos personalizados. Mas, ‘opostamente’, não identificaram ‘quaisquer’ objetos de uso pessoal de Jonas Leite Suassuna Filho e de Fernando Bittar, empresários que, formalmente, segundo a defesa de Lula, são os proprietários do sítio.

Ao jornal, o Instituto Lula afirmou que “a minuta da escritura de compra e venda somente autoriza uma conclusão. O documento permite concluir que o ex-Presidente Lula cogitou comprar o “Sítio Santa Bárbara”, de Atibaia (SP), dos seus reais proprietários, Fernando Bittar e Jonas Suassuna. O ex-presidente cogitou comprar justamente porque não é o dono do sítio.”

PF encontra contrato sem assinar, da compra do sítio de Atibaia na casa de Lula

PF encontra contrato sem assinar, da compra do sítio de Atibaia na casa de Lula

PF encontra contrato sem assinar, da compra do sítio de Atibaia na casa de Lula

PF encontra contrato sem assinar, da compra do sítio de Atibaia na casa de Lula

PF encontra contrato sem assinar, da compra do sítio de Atibaia na casa de Lula

PF encontra contrato sem assinar, da compra do sítio de Atibaia na casa de Lula

PF encontra contrato sem assinar, da compra do sítio de Atibaia na casa de Lula

Jornal Midiamax