Política

Petição pede que parlamentares cassem mandato do vereador Roberto Durães

Ele discursou dizendo que conhece muito bem a mãe do prefeito

Midiamax Publicado em 05/05/2016, às 20h28

None
Foto: Camara Municipal

Ele discursou dizendo que conhece muito bem a mãe do prefeito

O ato do vereador Roberto Durães (PSC), em ter insinuado que conhecia muito bem a mãe do Prefeito Alcides Bernal (PP), inclusive embaixo do edredon, na sessão da última terça-feira (3), causou muita polêmica. Dessa forma, enquanto a Câmara Municipal não tomou nenhuma providência, foi criada uma petição pedindo a cassação do parlamentar, na comunidade AVAAZ.

Até o fechamento desta matéria, já constava 75 assinatura em apoio a petição e segundo o site, o objetivo é chegar a 1.000. O pedido para que os vereadores cassem o mandato de Durães, foi criado pelo advogado Leandro de Moura R. Brasil, sendo este o mesmo que critou petição para impedir a homenagem a Jair Bolsonaro, proposta pelo vereador Roberto Durães, que prevê dar-lhe o título de visitante ilustres de Campo Grande.

No texto da petição, é dito que o vereador faltou com decoro parlamentar, tendo constrangido a população campo-grandense, ferido a honra da mãe do prefeito, além de desrespeitar todas as mulheres sul-mato-grossenses, em especial, as mães.

“Eu conheço muito a senhora mãe dele, viu? Eu conheço demais aquela senhora mãe dele… como eu conheço… já que é uma corja, fala pra mãe dele quem sou eu, ainda mais no silêncio dos edredons…". esta foi a fala principal do vereadora que causou a polêmica. Ele pediu desculas publicametne, pediu apra retirar a fala da gravação da casad e leis e com isso nada sofreu de punição dentro da câmara.

De acordo com a petição, não se pode permitir tal conduta, blindando-o com o perdão, já que isso estimularia outros parlamentares a servirem da leviandade para agredir e ofender pessoas, pelo simples fato de querer ter razão num discurso, por puro capricho.

O advogado concluiu no texto que caso essa questão não termine na cassação do mandato de tal vereador, a casa de leis será vista como uma espécie de zona, em que tudo pode ser dito, em que direitos podem ser desrespeitados, sem maiores consequências, caindo em completa descredibilidade.

Jornal Midiamax