Política

PDT tem ex-vereadora, dono de hospital e deputados como ‘prefeitáveis’

Partido terá candidato próprio em Campo Grande

Midiamax Publicado em 27/02/2016, às 09h46

None
crop-ms.jpg

Partido terá candidato próprio em Campo Grande

O deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) rejeitou a possibilidade do partido não disputar a Prefeitura de Campo Grande. Segundo o deputado, o partido terá candidatura própria na Capital e já tem até nomes para a disputa.

Dagoberto explicou que na última reunião o diretório sugeriu que os interessados apresentassem os nomes e quatro se inscreveram, ficando assim como os nomes a serem escolhidos.

Na ocasião foram colocados à disposição do partido para possível candidatura o próprio Dagoberto, o deputado estadual Felipe Orro, a ex-vereadora Tereza Namme e o dono do Hospital El Kadri, Mafuci Kadri.

“Estou lutando para ser eu. Vou avaliar pesquisas. Quem tiver condição melhor entra como candidato do partido. Por enquanto, pelas pesquisas, eu estou em condição melhor. Vamos ter candidato a prefeito. Não existe possibilidade de não ter candidato”, afirmou.

O partido continuará analisando pesquisa e deve escolher o nome em abril ou mais tardar em maio, quando as lideranças querem trazer o pré-candidato a presidente, Ciro Gomes.  Além de candidatura própria, o PDT ainda quer chapa pura para coligação de vereadores.

A disputa pela candidatura no PDT tem provocado certo desconforto. Felipe Orro já deixou claro que também quer. Ele ameaçou deixar o partido caso não tenha candidato próprio. Orro admitiu que Dagoberto tem preferência, mas deixou claro que não aceita que não tenha candidato. Caso isso aconteça, avisou que deixará o partido. 

Jornal Midiamax