Política

Para garantir segurança em protesto 18 homens da cavalaria estão nas ruas

Expectativa é de que manifesto seja pacífico

Jessica Benitez Publicado em 13/03/2016, às 18h19

None
img-20160313-wa0081.jpg

Expectativa é de que manifesto seja pacífico

Quatro carros do Batalhão de Choque seguem para Praça do Rádio para garantir a segurança do protesto contra o governo Federal e a corrupção que ocorre na tarde deste domingo (13). Além disso, 18 homens da Cavalaria Militar também dão assistência, no entanto a expectativa é de que o ato seja pacífico.

A partir da Prefeitura a Avenida Afonso pena já está interditada. Segundo a organização do manifesto a previsão é de que pelo menos 100 mil pessoas saíam às ruas na Capital.

Apoiam o ato: Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso Sul), Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul), Força sindical (com 42 sindicatos) Maçonaria, Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Abrasel (Associação de Bares e Restaurantes), Associação Veredas da Fé, Moto Clube Bodes do Asfalto, Sindicato dos taxistas de Campo Grande e Sindicato Rural de Campo Grande.

Jornal Midiamax