Política

No governo, PSDB quer superar PMDB em MS e lança candidato em 56 cidades

Em 2012 peemedebistas elegeram 23 prefeitos e tucanos 12

Ludyney Moura Publicado em 10/08/2016, às 14h30

None
psdb0.jpg

Em 2012 peemedebistas elegeram 23 prefeitos e tucanos 12

O PSDB, que venceu pela primeira vez as eleições para governo estadual em 2014, quer sair do pleito de 2016 como o maior partido do Estado. Para tanto, lançou candidato a prefeito em 70% das cidades sul-mato-grossenses, ou seja, em 56 dos 79 municípios.

“É o momento de se reestruturar, adquirir mais musculatura, para que no processo eleitoral seguinte possamos assumir o comando do país e ai sim definitivamente repor o Brasil nos trilhos mais uma vez. Vamos vamos estar elegendo (sic) prefeitos e vereadores nas mais de cinco mil cidades do país”, afirmou o presidente regional da sigla, deputado federal licenciado e titular da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), Marcio Monteiro.

No pleito de 2012, quando o governo estadual e a prefeitura da maior cidade do Estado ainda eram comandadas por peemedebistas, André Puccinelli e Nelsinho Trad, respectivamente, o PMBD elegeu 23 prefeitos e prefeitas, quase 30% das cidades, disparado o maior número.

Os tucanos, à época ficaram com 12 prefeitos eleitos (mesmo número de petistas). Todavia, a situação mudou de lá para cá. Alguns Chefes do Executivo, como Roberto Hashioka, de Nova Andradina, e Éder Uilson França, o Tuta, de Ivinhema, deixaram o PMDB de Puccinelli e migraram para o ninho tucano, de Reinaldo Azambuja.

“O PSDB cumpre papel fundamental há muitos anos no Brasil. Nas experiências que teve em Mato Grosso do Sul, e agora no comando do Governo do Estado, vem mostrando uma gestão austera, onde o social sempre está em harmonia com o capital, promovendo desenvolvimento”, frisou Monteiro.

Além dos 56 candidatos a prefeito, sendo 11 com chapa pura, os tucanos emplacaram 18 candidatos a vice-prefeito, compondo com partidos aliados, como o próprio PMDB, como Bataguassu, onde o tucano Pedro Caravina, que tentará a reeleição, terá o ex-deputado peemedebista Akira Otsubo como candidato a vice.

Os tucanos terão candidatos nas maiores cidades do Estado. Apostam em Rose Modesto na Capital, Geraldo Resende em Dourados, Ângelo Guerreiro em Três Lagoas, Ruiter Cunha em Corumbá e Hélio Pellufo em Ponta Porã. 

Jornal Midiamax