Política

Nelsinho rebate acusação e diz que Bernal está perdendo recursos

‘É uma vergonha para Campo Grande’

Midiamax Publicado em 11/03/2016, às 15h04

None
nelsinho_trad-andre_puccinelli-gerson_walber2.jpg

‘É uma vergonha para Campo Grande’

O ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PTB), respondeu na manhã desta sexta-feira (11), durante agenda do PTB, crítica da vereadora Luiza Ribeiro (PPS). A vereadora disse que Campo Grande está negativada no CADIN (um tipo de SPC dos entes públicos) em razão de não ter recolhido o Pasep dos servidores de 2002 a 2006, nas gestões de Nelsinho e André Puccinelli (PMDB), totalizando dívida de R$ 36 milhões.

Indagado sobre o problema, Nelsinho aconselhou a gestão de Alcides Bernal (PP)  a parar de colocar a culpa nos outros. “Eles ficam querendo achar culpados e não mostram a que vieram”, rebateu.

Nelsinho alegou que teve problemas com certidões mais de três vezes durante a sua gestão, mas que nunca ficou publicitando isso. “Organizava a cidade para receber o recurso. Hoje estão perdendo recurso”, reclamou.

Nelsinho citou como exemplo o Fundersul, que teria recebido dinheiro de volta da Prefeitura de Campo Grande e R$ 157 milhões que Campo Grande teria perdido do PAC de Mobilidade Urbana.

Segundo Nelsinho, Azambuja tenta ajudar a cidade, com recapeamento, mas enfrenta dificuldade porque não consegue marcar agenda com Bernal. “É uma vergonha para Campo Grande”. A reportagem tentou contato com o ex-prefeito André Puccinelli, mas não conseguiu retorno.

Jornal Midiamax