Política

Marquinhos se reúne com Bernal para falar sobre tarifa de ônibus

Esta é a 2ª reunião de ambos na transição

Midiamax Publicado em 20/11/2016, às 15h52

None
bernal_e_marquinhos.jpg

Esta é a 2ª reunião de ambos na transição

O prefeito eleito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD) irá se reunir nesta segunda-feira (21), com o atual chefe do executivo da Capital, Alcides Bernal (PP). Este será o segundo encontro de ambos, dentro do trabalho de transição da prefeitura. Um dos assuntos debatidos deve ser a tarifa de ônibus.

A informação foi repassada pelo próprio prefeito eleito. Segundo ele, além da tarifa, eles vão debater sobre o orçamento municipal. “Está marcada esta reunião com o prefeito e com as equipes de transição, minha e dele. Devemos conversar sobre a tarifa de ônibus e também o orçamento da cidade, além de outros assuntos que sempre surgem”.

A reunião está marcada para às 10h, no plenarinho do gabinete da prefeitura, com o gestor atual, o eleito e usa equipes de transição. Bernal por sinal divulgou o seu grupo na última sexta, sendo os secretários Ricardo Ballock, Disney de Souza Fernandes, Denir de Souza Nantes e Odimar Luis.

Tarifa

Até a última quarta-feira (16), não havia uma definição sobre o valor do passe de ônibus na Capital, quando o prefeito disse que “ainda não há definição a respeito”. Para chegar ao valor, a Prefeitura leva em consideração um estudo feito pela Agereg (Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande), índices do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) – que já foram divulgados pelo órgão federal -, o reajuste dos motoristas, valor do combustível e a ‘planilha dos empresários’ que leva em conta o número de passageiros pagantes por quilômetro rodado.

A tarifa do transporte coletivo teve aumento de 30% nos últimos cinco anos, em Campo Grande. Entre 2010 e 2016, o valor passou de R$ 2,50 para R$ 3,25. No mesmo período, a frota cresceu apenas 10%, passando de 537 para 593 veículos. O transporte público é alvo de reclamações por parte da população que se queixa de veículos velhos e insuficientes para a demanda.

Nesta mesma quarta, no período da tarde, Marquinhos Trad afirmou que o atual prefeito, Alcides Bernal, não irá aumentar o passe de ônibus de Campo Grande. “Esta é uma responsabilidade do atual gestão, mas o Bernal me garantiu que não haveria aumento na tarifa”, disse o prefeito eleito da capital.

Jornal Midiamax