Política

Justiça Eleitoral revoga impugnação de pesquisa do Ipems em Corumbá

Fiems encomendou amostragem

Jessica Benitez Publicado em 13/09/2016, às 19h58

None
pesquisa.jpg

Fiems encomendou amostragem

A Justiça Eleitoral reformou decisão que suspendeu divulgação de pesquisa eleitoral feita pelo Instituto Ipems (Instituto de Pesquisa de Mato Grosso do Sul) a pedido da Fiems (Federação das Indústrias do Mato Grosso do Sul). A amostragem que aponta o cenário para Prefeitura de Corumbá está liberada para ser publicada à população.

Conforme decisão proferida nesta terça-feira (13) pelo juiz eleitoral Emerson Ricardo Fernandes, o Ipems apresentou defesa alegando não haver irregularidades no registro da pesquisa, conforme apontou denúncia. Segundo representação, o instituto havia registrado mesma data da coleta de dados e divulgação.

O juiz explica que o fato ocorre porque “o sistema lança cinco dias direto, quando se propõe o pedido de registro de pesquisa, com o único intuito de menciona que a pesquisa não poderá, de forma alguma, ser publicada antes daquela data. Assim, aquele prazo constante do requerimento, que no caso seria 12/09/2016, significa apenas que a pesquisa não poderia trazer resultado antes do dia 12/09”.

Além disso, o magistrado ressalta que o sistema do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), “levando em consideração o prazo mínimo exigido por lei não havendo ilegalidade na data lançada no registro de pesquisa ora impugnada”. 

Jornal Midiamax