Política

Inquérito de operação que prendeu Amorim, Giroto e mais 13 tem 3 mil páginas

Os advogados receberam um CD com três gigas de memória

Midiamax Publicado em 10/05/2016, às 19h57

None
pf_a_tarde_luizinho_1_.jpeg

Os advogados receberam um CD com três gigas de memória

Vários advogados das 15 pessoas presas nesta manhã, durante a segunda fase da Operação Lama Asfáltica, denominada Fazendas de Lama, tentaram ter acesso ao inquérito policial e receberam um CD com três gigas de memória, com todas as informações sobre a operação e as prisões. Três gigas é o equivalente a mais de três mil páginas, aproximadamente.

Até o momento, os advogados que tiveram acesso aos documentos e receberam o CD são Carlos Henrique e Ilário Carlos de Oliveira, que defendem, Beto Mariano e sua filha Mariane Mariano, Marcos Ferreira, advogado de Evaldo Furrer Matos e Valeriano Fontoura, que desde a primeira fase da operação trabalha em defesa do ex-deputado federal Edson Giroto.

Ilário disse há pouco que não poderia passar informações sobre o inquérito, mas que está analisando os dados e em breve dará seu parecer. A operação envolveu 201 policiais federais, 28 da Controladoria Geral da União e 44 da Receita Federal e cumpriu 28 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de prisão temporária, bem como 24 mandados de sequestro de bens dos investigados, dentre eles imóveis rurais e urbanos e contas bancárias.

Confira a lista dos nomes presos nesta fase da operação Lama Asfáltica:

Edson Giroto, André Luis Cance, João Amorim, Flavio Henrique Garcia, Ana Paula Amorim Dolzan, Ana Lúcia Amorim, Renata Amorim Agnoletto, Rachel Giroto, Wilson Roberto Mariano de Oliveira, Mariane Mariano de Oliveira, Ana Cristina Pereira da Silva, Maria Casanova, Helio Yudi Komiama, Evaldo Furrer Matos e Elza Cristina Araujo.

Jornal Midiamax