Política

Força Tarefa e Gaeco cumprem mandados contra envolvidos na Lama Asfáltica

Mandados são cumpridos em Campo Grande

Wendy Tonhati Publicado em 14/11/2016, às 11h05

None
gaerco_0.jpg

Mandados são cumpridos em Campo Grande

A força-tarefa da Lama Asfáltica e o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) cumprem, na manhã desta segunda-feira (14), cinco mandados de busca e apreensão, ligados a envolvidos no esquema da Lama Asfáltica. 

De acordo com informações preliminares do MPE MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), a operação batizada de Caduceu, tem o objetivo de desarticular um esquema de emissão de notas fiscais frias com o fim de praticar crimes de corrupção, sonegação e lavagem de dinheiro envolvendo profissional de contabilidade e empresas envolvidas na Operação Lama Asfáltica.

A Operação Lama Asfáltica realizou de busca e apreensão na casa de empreiteiros e políticos de Mato Grosso do Sul para investigar, inicialmente, o prejuízo de R$ 11 milhões na construção de obras com recursos federais.

Na avaliação da Polícia Federal, João Alberto Krampe Amorim contou com a ajuda da gestão de Puccinelli para montar uma organização criminosa que atuava em várias obras do governo do Estado, com direcionamento de licitação e superfaturamento. O nome de João Baird também é apontado na investigação, como um dos empresários beneficiados com contratos.  

Na força-tarefa do MPE MS atuam promotores que, em publicação recente do diário oficial do órgão, permanecerão designados mais seis meses apurando o esquema, que já é uma das investigações mais longas e complexas no Estado. (Matéria editada para acréscimo de informações).

Jornal Midiamax