Política

Em período de pré-campanha vereadores ressaltam seus mandatos em sessão

Os mesmos aproveitaram para voltar a criticar o prefeito Bernal

Midiamax Publicado em 09/08/2016, às 14h20

None
camara_plenario_5.jpg

Os mesmos aproveitaram para voltar a criticar o prefeito Bernal

Durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de Campo Grande, nesta terça-feira (9), os vereadores aproveitaram para falar de seus mandatos e criticar mais uma vez o prefeito da cidade Alcides Bernal. Isso em período de pré-campanha e após a casa ter protocolado uma normativa com orientações neste período de eleição.

Quem usou a tribuna primeiro foi o vereador Roberto Durães, do PSC. Para ele este é um momento único que a população terá para fazer a diferença na hora do voto. “Não sei o que é mais nojento, se é o político que oferece dinheiro ou você que pergunta se tem dinheiro neste período. O eleitor tem um momento ímpar de mudar o caminho da nossa cidade neste ano. Não seja desses que correm atrás de um serviço público. Tenha vergonha na cara”, disse.

“Nunca comprei voto e não irei comprar. Não me venha pedir telhas, tijolos que não irei dar. Fazer candidatura é diferente de fazer populismo barato. Tenho certeza que os órgãos competentes vão estar de olho em tudo isso. Faça a sua parte eleitor e exija a diferença de quem os representa. Não se misture com esse cidadão da Afonso Pena”, completou Durães.

Na sequência quem usou a tribuna foi o parlamentar Paulo Siufi, do PMDB. Ele iniciou sua fala dizendo que não tem vergonha d seu mandato. “Ouvi em algumas reportagens que um vereador disse ter vergonha de seu mandato por que não conseguiu trocar uma lampada. Eu não tenho, por que eu fiz a minha parte e se o executivo não cumpriu com o papel dele não é culpa minha”.

Siufi disse que este é um momento de reflexão. “Sem duvida acredito que este seja um momento de muita reflexão, tanto do eleitor, quanto do partido político. Esse cara que fica na Afonso Pena, disse no dia que anunciou seu vice, que não teve tempo de trabalhar, mas teve sim, até tempo de mentir, por isso é chamado de Bernóquio”, exclamou.

Em seguida, o vereador Chiquinho Telles, do PSD, usou a tribuna para fazer um balanço do seu mandato. “Ninguém ocupa uma cadeira dessas aqui sem aprovação da população. Estamos aqui pela aceitação do povo. Só quero fazer uma avaliação do meu mandato, nesses três ano e meio. Na região que eu moro conheço todos os problemas e recebo muitas reivindicações. Todas elas eu trago para ser endereçado ao executivo, mas infelizmente não são atendidas e não depende de nós”.

Jornal Midiamax