Política

Em novo molde e aporte R$ 1,5 milhão, governo lança Festival de Inverno de Bonito

Segundo governador, crise econômica exige formato mais 'regionalizado'

Midiamax Publicado em 24/06/2016, às 16h59 - Atualizado em 14/07/2020, às 11h43

None
governador.jpg

Segundo governador, crise econômica exige formato mais 'regionalizado'

O governo do Estado lançou oficialmente nesta sexta-feira (24) a 17ª edição do Festival de Inverno de Bonito. De acordo com o governador Reinaldo Azmbuja (PSDB), foram investidos por parte do Estado mais de R$ 1,5 milhão, com contrapartida de R$ 100 mil da Prefeitura Municipal de Bonito. Na programação do festival estão confirmadas 83 atrações entre artistas regionais e nacionais.

“O festival está com nova modelagem. Teremos 83 atrações, sendo que destas 62 são regionais. É um orgulho e uma forma de estimular os talentos locais. Também haverá 23 atrações de outros estados, o que é um atrativo a mais do evento.”

O governador justifica que o novo formato possibilita valorizar os talentos regionais. “Existem vários nomes despontando e enriquecendo o panorama artístico sul-mato-grossense. É nosso papel fortalecermos e enriquecermos a cultura local ”. Sobre grandes nomes da música, que costumavam fazer parte do evento, falou que o país vivencia momento de retração econômica nos Municípios, Estado e Governo Federal.

“Só para se ter uma ideia, quem sempre foram os grandes patrocinadores do festival? Primeiro a Petrobrás, e sobre ela não é preciso nem dizer que não é possível pedir nada no momento. Em segundo, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, estatais que vivem momento de dificuldade”, justifica. Segundo o governador, o festival está sendo realizado apenas com apoio da da prefeitura de Bonito, da população e de empresários do Estado.

Conforme a programação, o festival acontece entre os dias 28 e 31 de julho.  Além do governador, participaram do lançamento do festival, o deputado estadual Felipe Orro (PSDB), o deputado federal Dagoberto (PDT) e o prefeito de Bonito, Leonel Lemos de Souza Brito, conhecido como Leleco (PDT). 

Jornal Midiamax