Política

Em cidade de MS, um voto é o suficiente para candidato se tornar prefeito

Jean Fogaça não possui adversários em Douradina

Midiamax Publicado em 01/10/2016, às 20h13

None
voto.jpg

Jean Fogaça não possui adversários em Douradina

Apesar de pesquisas prévias apontarem as possibilidades de resultado das eleições municipais, a confirmação de candidatos eleitos ou que irão para segundo turno, se dá apenas após apuração final dos votos. Em Mato Grosso do Sul, um candidato apresenta situação bem confortável e não deve estar preocupado resultado, já que apenas um voto é o suficiente para sua eleição.

Isso acontece porque em Douradina, município distante 197 quilômetros de Campo Grande, Jean Sergio Clavisso Fogaça (PEN), conhecido como Professor Jean, disputa sozinho a vaga de prefeito municipal.

Com base na legislação, é possível afirmar que nos municípios com candidato único, apenas um voto válido pode eleger o prefeito e seu vice, ainda que os demais eleitores votem em branco ou nulo. Neste caso, apenas seu próprio voto seria suficiente para garantir sua eleição.

Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Douradina conta com 4.204 eleitores aptos a votar. Ainda segundo o Tribunal, outras 94 cidades do país também só contam com uma única opção de voto.

Os municípios com candidatos únicos estão distribuídos pelos estados do Rio Grande do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso, Paraíba, Ceará, Mato Grosso do Sul, Piauí e Tocantins.

Dos 95 candidatos únicos, de acordo com a dados da Justiça Eleitoral, 86 são do sexo masculino e nove do sexo feminino. Oitenta e um são da cor branca e 14 declararam-se pardos.

Jornal Midiamax