Política

CPI da Vacina relata falta de segurança em visita a posto de saúde

Bairro Serradinho

Diego Alves Publicado em 23/06/2016, às 00h34

None
72b2cb94b30251bb3ed8f345702a66f7.jpg

Bairro Serradinho

Vereadores que fazem parte da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga o sumiço de vacinas H1N1 em Campo Grande fez uma visita surpresa nesta quarta-feira (22) na UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) Dra. Sumie Ikeda Rodrigues, no bairro Serradinho.

No último dia 12 de junho, o posto de saúde foi alvo de depredação. Consta no boletim de ocorrência que três pessoas entraram pela janela do prédio, quebraram frascos de vacinas, manipularam seringas usadas e deixaram a geladeira onde são armazenadas as vacinas com a porta aberta. Os autores também jogaram tinta nos teclados de computadores e em mesas e riscaram documentos com pincel atômico.

 Os vereadores constataram a falta de segurança do local, mesmo após o fato, com a improvisação para se fechar uma janela, por exemplo. Também não foram encontrados Guardas Municipais cuidando do posto, o que segundo moradores que não quiseram se identificar já ocorre há meses.

 "Precisaremos ter acesso ao boletim de ocorrência e acompanhar as investigações para saber se existe alguma relação com o sumiço de vacinas H1N1, por isso já encaminharemos um ofício pedindo esses dados. Precisamos cobrar mais segurança também, pois as vacinas, do jeito que estão, ficam vulneráveis a furtos e depredações", afirmou o vereador Alex do PT, presidente da comissão, que também é formada pelos vereadores Dr. Livio (relator), Chiquinho Telles, Vanderlei Cabeludo e Engenheiro Edson.

Jornal Midiamax