Política

Com apoio do governo, Geraldo confirma candidatura pelo PSDB em Dourados

Reinaldo pediu campanha de ‘alto nível’, sem baixarias

Ludyney Moura Publicado em 05/08/2016, às 23h50

None
img-20160805-wa0133.jpg

Reinaldo pediu campanha de ‘alto nível’, sem baixarias

Depois de deixar o PMDB e migrar para o PSDB, com a intenção de ampliar as chances de vencer as eleições para prefeito de Dourados, o deputado federal Geraldo Resende, foi oficialmente anunciado como aposta tucana para suceder Murilo Zauith (PSB).

Com a presença do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), o deputado federal lembrou de sua origem humilde em Dourados, afirmando que chegou a vender picolé e engraxar sapatos na cidade.

Segundo ele, foi vendendo picolés e salgados nas portas de consultórios em Dourados que ele sonhou, e conseguiu, se tornar médico. “Depois de formado atendia gente humilde”, lembrou Resende.

Já o governador destacou os ‘maus tempos’ atuais, com dificuldades oriundas da crise econômica do país. Azambuja aproveitou para afirmar que pretende aumentar a parceria com a prefeitura douradense e anunciou investimentos para a cidade.

 “Vamos superar com uma nova política, sem prometes dores de plantão e nem pessoas sem capacidade, aventureiros. É preciso eleger uma pessoa que dê conta do recado, e esse é o caso do Geraldo”, destacou o governador,  que pediu uma campanha ‘de alto nível, sem baixaria’, na maior cidade do interior sul-mato-grossense.

O agora candidato tucano afirmou que possui um bom trânsito político tanto na Capital do Estado, quanto na Capital Federal.

“As alianças vamos permitir vencer as eleições e ter governabilidade na Câmara. Eu entendo que Dourados avançou muito, mas precisa de mais. Quero devolver a Dourados tudo o que a cidade me oportunizou”, disparou.

O partido do prefeito atual, o PSB, indicou o candidato a vice na chapa de Geraldo. O escolhido foi Rogério Yuri, ex-diretor do instituto do meio ambiente de Dourados.

Jornal Midiamax