Política

Com 18 dias de campanha liberada, MS registra 222 denúncias eleitorais

Só na Capital, Campo Grande, há 88

Midiamax Publicado em 02/09/2016, às 18h51

None
eleicoes.jpeg

Só na Capital, Campo Grande, há 88

Mato Grosso do Sul já possui, registradas no sistema Web Denúncia, 222 denúncias de irregularidades, até o momento, com exatos 18 dias de campanha política liberada. Só em Campo Grande são 88 casos. A maior reclamação é de propaganda eleitoral por mensagens eletrônicas e telemarketing, ou seja, por celular e internet.

A reportagem fez o último acesso aos números nesta tarde, o que pode mudar a qualquer momento depois. Entre os motivos denunciados, o que aparece em primeiro lugar, em quantidade, é o de propaganda eleitoral por mensagens eletrônicas e telemarketing. Destas há 64 denúncias, do total de 222. Na sequência vem 32 de propaganda em bens de uso comum (cinemas, clubes, lojas, centros comerciais, templos, ginásios, estádios, bares, ou seja, aqueles a que a população em geral tem acesso).

Logo após, aparece 21 por propaganda intrapartidária e propaganda antecipada; 21 por compra de voto, arrecadação ou gastos ilícitos em campanha e condutas vedadas aos agentes públicos; 19 por reuniões políticas; 16 por propaganda mediante carros de com, minitrio, alto-falantes e amplificadores de som; 14 por propaganda mediante inscrição ou pintura nas fachadas, muros ou paredes e exposições de placas, estandartes, faixas, cavaletes, bonecos e assemelhados.

Após estes, aparecem 12 denúncias por propaganda mediante distribuição de material gráfico (folheto, adesivos, volantes e outros impressos); 8 por realização de debates ou entrevistas com partidos/coligações ou candidatos; 5 por propaganda ao longo das vias públicas, mediante colocação de mesas para distribuição de material de campanha e a utilização de bandeiras; 4 por propaganda eleitoral por meio de outdoor; 4 por identificação da sede de partidos, coligações e comitês de candidatos (fachadas de suas sede e dependências); 1 por comício e showmício e 1 por propaganda mediante carreatas, passeatas ou caminhadas.

Entre as cidades em que ocorreram as denúncias, a Capital Campo Grande aparece com 88, Naviraí – 15, Corumbá – 13, Novo Horizonte do Sul – 10, Antônio João – 9, Aparecida do Taboado – 8, Alcinópolis – 7, Ladário – 6, Sidrolândia, Dourados e Nova Andradina – 5 cada, Nova Alvorada do Sul – 4, Ivinhema, Coxim, Batayporã e Bataguassu – 3 cada, Mundo Novo, Miranda, Aquidauana, Figueirão, Terenos, Laguna Carapã, Pedro Gomes, Sonora e Cassilândia – 2 cada e com uma denúncia cada estão os municípios de São Gabriel do Oeste, Rio Brilhante, Bela Vista, Paranhos, Ponta Porã, Caracol, Rio Verde de Mato Grosso, Rio Negro, Amambai, Água Clara, Jaraguari, Eldorado, Três Lagoas, Maracaju, Paraíso das Águas, Bandeirantes e Fátima do Sul.

O Web Denúncia é um dos sistemas que o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) disponibilizou a todos interessados, onde é possível realizar o registro das denúncias eleitorais e acompanhar o seu andamento.

A assessoria do TRE-MS, informou via e-mail, que somente os denunciantes podem ver o andamento de suas denúncias. “As denúncias são anônimas e mantidas em sigilo até seu processamento”. Ao explicar via telefone, a informação é de que só após as eleições, com os casos que forem convertidos em processo poderá ser visualizado por outras pessoas e saber quem denunciou quem.

A propaganda política foi liberada nas ruas e nas internet no último dia 16 e na televisão e na rádio, dia 26 de agosto. Elas seguem até o dia 29 de setembro e a eleição, em primeiro turno, ocorre no dia 02 de outubro.

Jornal Midiamax