Política

Berço petista, Corumbá não tem pré-candidatura do partido para a prefeitura

Três devem disputar prefeitura de Corumbá

Evelin Cáceres Publicado em 01/08/2016, às 15h03

None
elano-paulo-ruiter.jpg

Três devem disputar prefeitura de Corumbá

Corumbá, distante 444 quilômetros de Campo Grande e com o quarto maior eleitorado do Estado (atrás apenas da Capital, Dourados e Três Lagoas) não terá pré-candidato do PT e nem do PMDB, rivais históricos em Mato Grosso do Sul, nas eleições deste ano. Na disputa, até o momento três pré-candidatos devem concorrer: o atual prefeito Paulo Duarte (PDT), o ex-prefeito Ruiter Cunha (PSDB) e o empresário Elano Holanda de Almeida (PPS).

A cidade se destaca por ter tido um dos portos mais importantes de escoação da produção pelo Rio Paraguai, é a maior cidade em extensão do Estado e do Centro-Oeste e local de nascimento do ex-senador Delcídio do Amaral, que foi líder do PT no governo de Dilma Rousseff.

Oriundos do PT, Duarte e Ruiter tinham apoio de diferentes petistas dentro do partido antes de deixarem a sigla. Apesar da polaridade, a bancada petista decidiu apoiar Paulo Duarte nas eleições deste ano. “Esperamos fechar aliança com 15 a 20 partidos, entre eles o PMDB, PDT e PR. Sobre a rivalidade histórica entre o PMDB e o PT, vivemos atualmente um momento diferente de 2012. Vamos caminhar juntos”.

Ruiter Cunha afirma que fecha sete alianças para a candidatura tucana e aposta no apoio e boa avaliação do governo de Reinaldo Azambuja (PSDB) para a eleição. “Sobre ter ou não o apoio do PT, acredito que o partido está bastante modificado e está bastante fragilizado por conta da situação nacional. Tanto é que o Duarte deixou o partido dias antes do prazo e foi para o PDT”.

Elano é ex-gerente da Sanesul em Corumbá e disputa pela terceira vez consecutiva a prefeitura, todas elas pelo PPS. Na primeira, em 2008, ele conquistou 6.674 votos e em  2012, obteve 7.948 votos. De acordo com o Jonal Diário Online, a convenção partidária definiu que o PPS terá chapa pura, com o vice o economista Salim Bonacul. A legenda lançará 22 candidatos a vereador.

Jornal Midiamax