Política

Após repercussão, partido aceita filiação de vereador homossexual

'Venceu o respeito', disse a Grazielle

Ludyney Moura Publicado em 19/03/2016, às 20h09

None
564474_215296468629095_802783239_n.jpg

'Venceu o respeito', disse a Grazielle

Depois da grande repercussão negativa da matéria divulgada pelo Jornal Midiamax, sobre a negativa da executiva municipal do PR em Amambai negar a filiação do vereador Prof. Ailton em virtude de sua orientação sexual, o parlamentar revelou a pouco que o partido enfim aceitou seu ingresso na legenda.

“Ontem mesmo houve uma inversão. A Executiva Estadual foi contrária à decisão do presidente municipal e autorizou minha filiação”, afirmou o vereador.

De acordo com o parlamentar, a divulgação da história pelo jornal contribuiu para mudança nos planos da legenda. “Isso (a matéria) causou uma reviravolta significativa”, afirmou Ailton, que mantém a pré-candidatura a prefeito de Amambai, agora pelo PR.

O caso foi tornado público pela deputada estadual Grazielle Machado, filha do presidente regional do partido, Londres Machado, que afirmou que a legenda não compactua do posicionamento do ex-prefeito local, Dirceu Lanzarini, que presidia a sigla em Amambai. 

“Fui ao Diretório Estadual, juntamente como deputado Paulo Corrêa e o presidente Londres Machado, e destituímos a comissão provisória que presidia o partido em Amambai, por discordar desse preconceito. Venceu o respeito”, afirmou Grazielle. 

Apesar do imbróglio que envolveu sua filiação ao PR, Ailton afirmou que isto tornou ainda mais forte sua candidatura à sucessão do atual prefeito, Sergio Barbosa (PMDB).

Ele contará com o apoio da deputada Grazielle em sua campanha, e finalizou dizendo que a política precisa promover mudanças na sociedade, com aceitação e inclusão da diversidade e das minorias. “Minha opção sexual não interfere em nada em minha vida pública”, finalizou Ailton. 

Jornal Midiamax