Política

Após perder 2 pré-candidatos, PSB analisa se terá candidaturas próprias

O partido 'perdeu' Ayache na Capital e Barbosinha em Dourados

Midiamax Publicado em 07/04/2016, às 11h17

None
Foto: Arquivo Midiamax

O partido 'perdeu' Ayache na Capital e Barbosinha em Dourados

Após a perda de dois pré-candidatos a prefeito, Ricardo Ayache na Capital e José Carlos Barbosa, o Barbosinha em Dourados, o PSB repensa sobre a candidatura própria nesses municípios. A informação foi dada pela presidente regional do partido, a deputada federal Tereza Cristina. Segundo ela, a executiva da legenda estadual e da cidade douradense estão analisando se vão lançar candidato ou não.

“Estamos vendo toda a situação do partido, os nomes que temos e conversando sobre ter ou não candidato próprio nessas cidades, como prevíamos. Trouxemos o Ayache com este intuito de ser o nosso candidato em Campo Grande, mas infelizmente não será mais possível. Já em Dourados, o Murilo [Murilo Zauith] está debatendo e analisando se temos outro representante no município. No geral não podemos lançar candidato só por lançar e sim com a perspectiva de chances de vitória”, destacou a deputada.

Ao ser questionada se ela poderia ser o nome para a Capital, a presidente não descarta. “Claro que tem essa possibilidade da minha pessoa ser candidata pelo nosso partido, mas isso depende se meu nome estará bem cotado e se as demais lideranças concordarem com essa hipótese. Em breve iremos definir tudo isso, se teremos candidatura próprias, em quais cidades e quem serão, ou se iremos firmar alianças com outras legendas. Mas posso afirmar que essas 'desistências' não desanimaram os planos da legenda”, destacou Tereza Cristina.

Ricardo Ayache é presidente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul) e deixou o PT para se filiar ao PSB. Ele, desde que ingressou na nova sigla, foi considerado como o nome da legenda para concorrer a prefeitura de Campo Grande. Inesperadamente ele anunciou que não se considerava mais o pré-candidato com a justificativa de questões familiares e que não pretende largar mão do trabalho que vem fazendo na Cassems.

Já Barbosinha, agora deputado estadual licenciado, vinha falando frequentemente que estava trabalhando para ser o candidato do partido em Dourados, sua cidade. A grande mudança foi que ele recebeu o convite do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), para assumir a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) do Estado e ele aceitou. Barbosinha entrou no lugar de Silvio Maluf que teve que deixar a função do executivo, por uma determinação federal, em que proíbe que procurador geral exerça funções como esta.

Jornal Midiamax