Política

Após 120 dias de sua criação, CPI da Vacina é prorrogada por 45 dias

O objetivo é investigar o sumiço de vacinas na Capital

Midiamax Publicado em 06/10/2016, às 15h10

None
cpi_da_vacina_.jpg

O objetivo é investigar o sumiço de vacinas na Capital

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Vacina, criada pela Câmara Municipal de Campo Grande, no último dia 07 de junho, será prorrogada por mais 45 dias. O pedido foi feito na sessão desta quinta-feira (6) pelo presidente da comissão, vereador Alex do PT.

Alex fez o pedido e a casa aprovou. O motivo é para dar tempo de terminar a análise dos dados fornecidos pela prefeitura e para realizar a oitiva com o secretario de saúde do município, Ivandro Fonseca.

O relator da CPI, parlamentar Lívio Leite, disse que a previsão é que seja divulgado resultado da investigação em no máximo 30 dias. “Pedimos a prorrogação por mais 45 dias, mas a expectativa é que consigamos encerrar esta questão em até 30 dias”.

Lívio explicou que eles estão terminando de analisar os vários documentos que lhes foram disponibilizado pela prefeitura. “Recebemos muitos documentos as prefeitura, muita cosia mesmo, para saber todo o andamento das vacinas desde quando chegaram nas mãos da prefeitura e suas distribuição”.

Ainda de acordo com o relator, um passo importante nesta prorrogação é a oitiva com o secretario. “Até então não falamos com o secretario de saúde e agora queremos conseguir neste novo prazo. Isso é primordial para a nossa conclusão e iremos convocá-lo, ele ou seu adjunto. De qualquer forma essa definição está prevista para sair até 15 de novembro”.

Alex do PT foi o proponente da CPI no mês de junho. Na ocasião ele ressaltou que a Prefeitura fala que são 3 mil doses, mas as denúncias apontam mais de 32 mil. “Todos os números, de qualquer forma, são grandes. Não podem simplesmente sumir vacinas e acharem que é normal. Vão ter que se explicar”.

A CPI também deve apurar se pessoas fora do grupo de risco conseguiram ser vacinadas, em detrimento das que não conseguiram a imunização. Além dele, o pedido de criação da CPI contou com assinatura de 14 vereadores na abertura.

Jornal Midiamax