Política

Ameaçado por traição, candidato diz que confia na palavra de Azambuja

‘Considero o governador sério e de palavra’

Midiamax Publicado em 23/02/2016, às 10h00 - Atualizado em 17/07/2020, às 23h52

None
img-20150620-wa0027.jpg

‘Considero o governador sério e de palavra’

O ex-deputado federal Marçal Filho (PSDB) está confiante de que será pré-candidato do PSDB a prefeito de Dourados. Vários pré-candidatos estão de olho no apoio do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), mas Marçal acredita que não será traído.

“Como tenho dito ao logo do período. Considero o governador sério e de palavra. Ele disse que a intenção era candidatura própria, mas dependeria do meu desempenho. Aconteceram inúmeros comentários e sempre disse que vou esperar o governador”, declarou.

Segundo Marçal, Azambuja lhe deu, inclusive, sinal verde para buscar todas as alianças para falar do projeto do partido para Dourados, o que ele afirma estar fazendo. “Em relação a quaisquer conversas que estejam ocorrendo, o que importa para mim é a conversa com o governador, que é o líder maior do meu partido”, complementou.

O deputado afirmou que não tem dúvida do apoio do governador, com quem tem uma relação muito antiga. “Desde que era prefeito de Maracaju e fomos deputados juntos. Ele sempre cumpriu o que falou”, concluiu.

Marçal saiu do PMDB para ser candidato a prefeito em Dourados, mas Azambuja está dividido em Dourados por conta dos deputados Zé Teixeira (DEM), Barbosinha (PSB) e Geraldo Resende (PMDB). Todos são aliados do governador e estão de olho na prefeitura.

Recentemente, surgiram até comentários de que Resende e Barbosinha chegariam a trocar de partido para serem os candidatos tucanos. Eles negaram, mas Barbosinha não descartou, caso vá com a garantia de que será o candidato.

Jornal Midiamax