Política

Vereador suspeita de perseguição religiosa e cobra retomada de projeto

Chiquinho questiona gestão de Olarte sobre desprestígio a espíritas

Ludyney Moura Publicado em 01/04/2015, às 18h22

None
dscn9235.jpg

Chiquinho questiona gestão de Olarte sobre desprestígio a espíritas

O vereador Chiquinho Telles (PSD) ocupou a tribuna da Câmara na sessão comunitária do bairro Maria Aparecida Pedrossian para criticar a falta de atenção da Secretaria de Assistência Social com a população. Na avaliação do vereador, a secretaria não está atendendo a sociedade a contento.

Chiquinho reclamou do fechamento de um projeto apoiado por um centro espírita que atendia a 150 crianças. Segundo o vereador, o projeto funcionava há 13 anos e agora foi fechado por falta de autorização da prefeitura para ocupar espaço público.

Revoltado com a atitude da secretária, o vereador questionou se não estariam boicotando o projeto por conta de questões religiosas. “São 150 crianças. Por que isso agora. Faz 13 anos que o projeto existe. Não quero crer que é por religiosidade”, protestou.

O vereador ressaltou que o que está em jogo não é a religião da secretária, Janete Bellini, nem do prefeito Gilmar Olarte, mas o atendimento dado as crianças. Indignado, ele chegou a questionar o apreço da secretária pelas crianças. “Agora temos uma secretária que não gosta de criancinha”, protestou.

Jornal Midiamax